Página Inicial - Intersul

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Destaque:


boletim_intersul_078-22_de_06-12_ Intersul Solicita Medição no TRT - Engie (06/12/2022)

CAMPANHA DATA BASE 2022

INTERSUL SOLICITA MEDIAÇÃO NO TRT

A INTERSUL considerou o resultado da Reunião com o Presidente insuficiente e ingressou com solicitação de Mediação Pré-Processual no Tribunal Regional do Trabalho em Florianópolis.

Alimentação Precisa Repor a Inflação

A empresa aceitou ampliar a correção do Vale Alimentação de 6,47% para 7,14%, passar de R$ 70,00 para R$ 75,00, no entanto a variação dos preços específicos para alimentação medidos pelo IBGE chegou a 12,7%, desta forma a posição da INTERSUL é que essa reposição é insuficiente e determina perda do poder de compra para o Vale Alimentação.

Reposição da Inflação nas Faixas do PCR

Com relação ao Reajuste das Faixas do PCR a empresa não avançou, e conforme demonstrado nas assembleias, no entendimento dos empregados é injusto o procedimento que a empresa vem adotando desde 2017.  Até 2016 as faixas sempre foram recompostas na data base pela inflação do período.

A empresa em correspondência assume o compromisso de: “...  a empresa compromete-se a divulgar aos sindicatos os resultados da pesquisa salarial até o final do primeiro trimestre de 2023 e efetuar os consequentes ajustes da tabela com base nos resultados da pesquisa, seguindo o mesmo procedimento adotado no ano de 2022, ratificando também o compromisso de apresentação a todos os colaboradores”.

Quando a empresa se refere na manutenção da prática do “procedimento adotado no ano de 2022”, é preciso citar que a empresa implementou as “mudanças nas faixais” em maio e enquadrou os empregados que ficaram abaixo do inicial, somente no mês de novembro.

Após aplicar os 6,47% de reposição nos salários dos empregados o enquadramento praticado foi a diferença da reposição da inflação no inicial da faixa.

Não concordamos com a demora no enquadramento dos empregados.  

Promoção por Antiguidade

Com relação ao tratamento igualitário solicitado pelos empregados em relação a Promoção por Antiguidade, ou seja, a cada três anos adicionar ao Salário do empregado 3% independentemente de carreira ou data de admissão, a empresa apresentou como argumentação a sua predileção pela Promoção por Mérito.

Precisamos destacar que as duas formas de promoção se complementam e não são antagônicas, nosso entendimento é que a promoção por antiguidade oferece a todos empregados crescimento salarial mínimo que deve ser complementado pela Promoção por Mérito.

AVANÇOS NA PLR

Com relação às negociações do Acordo de PLR é preciso destacar que a empresa só apresentou proposta em 04/10/22. O processo de negociação precisa iniciar mais cedo, podemos dividir esta conta entre Empresa e Sindicato. No entanto a empresa no meio do jogo apresentou nova regra que retira a PLR de alguns empregados.

É preciso registrar o avanço na posição da empresa onde ela fará o pagamento integral da PLR para o empregado com efetividade superior a seis meses no ano, conforme o texto:

“4.3. Terão sua participação calculada de forma proporcional aos meses efetivamente trabalhados àqueles empregados com auxílio-doença e/ou cedidos por mais de 6 (seis) meses dentro do exercício, caso estes afastamentos tenham menor duração, a participação será paga de forma integral no exercício.”

Considerando que este item da proposta altera completamente a regra do jogo e foi apresentada no final do terceiro trimestre com repercussão no ano inteiro, entendemos que a forma lógica de enfrentar esta situação é a retirada desta regra.

Observe-se o princípio da “irretroatividade das leis”, onde as consequências da lei se dão a partir da promulgação da mesma. Como podemos aceitar a aplicação de uma regra referente ao período anterior do seu conhecimento?    

A retirada desta regra se faz necessária para um Acordo Justo de PLR.

Ler mais...




Intersul - Intersindical dos Eletricitários do Sul do Brasil
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal